Morbest acessórios

Eis a pérola que recebi do amigo Luiz Sampayo.

São páginas de um catálogo de peças e acessórios para automóveis, provavelmente datado de 1951 ou quase, da Morbest Acessórios, empresa que operou no Rio Grande do Sul com grande êxito, pelo que se nota.

A primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato de ter existido um fabricante com uma linha tão vasta de acessórios automotivos em atividade no Brasil, com uma infraestrutura de produção, vendas e distribuição tão profissional, como se pode perceber. Sim, eu sei que houveram muitos habilidosos fornecedores de peças na época, alguém tinha que manter a frota andando. Mas outra coisa é poder examinar um material como este e constatar a grandeza de nossa indústria de então.

O Luiz me mandou, não imagino o motivo (!), as páginas do catálogo relativas ao Ford 1951, que junto com o Chevrolet do mesmo ano ilustram a capa do catálogo. Juntos, eram seguramente a maior parcela da frota nacional, recém desembaraçada dos EUA. O interessante, repito, é que a Morbest fornecia absolutamente todos os cromados e frisos do Ford. Passei o olho na lista de peças e não dei falta de nenhum. Até o batente da porta, que eu comprei recentemente nos EUA, eles fabricavam aqui. Fui conferir se no meu, antigo e quebrado, constava o nome deles mas não, nem pista. Devia ser uma daquelas porcarias de Detroit mesmo…

A outra coisa que me fascina nesse tipo de publicação são as ilustrações. Nesta época, como se sabe, produzir e imprimir uma fotografia era algo caro, trabalhoso e disponível somente em algumas seletas gráficas do mundo. A solução sempre foi, portanto, trabalhar com o traço, a linha, o vetor, mais fáceis e baratos de serem reproduzidos.

E eu fiquei imaginando quem teria feito as lindas ilustrações da Morbest, com tanta riqueza de detalhes. O catálogo deles fica mais interessante se comparado com um equivalente americano da mesma época, como este da Eastern Auto de 1954. Neste caso, mesmo sendo rico em fotos, os traços das ilustrações são mais cirúrgicos, técnicos. O da Morbast é mais simples, familiar, mas não por isso menos ilustrativo, atraente. Talvez por ter sido desenhado por uma tal de Ilse? Terá sido uma senhora a autora desses desenhos? Será? Olha que coisa interessante.

Por fim, perguntei ao Luiz como teria sido a qualidade dos produtos da Morbest, e ele me disse que eram muito bons. Ele se lembra dos comentários elogiosos do pai, que comprou em pelo menos uma ocasião peças para um auto da família e gostou do que recebeu.

Perguntei isso por que os equivalentes cromados americanos, notoriamente os equipados na linha de 1951, eram muito ruins, em poucos meses tinham que ser refeitos. Isso se deve ao racionamente de materiais nobres, como é o caso do cromo, necessários ao esforço de guerra, no caso, a da Coréia, onde os americanos se meteram naquele ano. Foi assim nos Fords, não deve ter sido diferente em outros carros mais populares.

Eis o catálogo da Morbast. Luiz, mais uma vez muito obrigado. Quando quiser e puder compartilhar o resto, estamos na expectativa! Abraço fraterno, Nik.

About STGM

Sic Transit Gloria Mundi
This entry was posted in 1949 Ford and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s